Archive for junho, 2012

23/06/2012

Produtos de limpeza feitos em casa

O bicarbonato de sódio é a base de quase todos.

23/06/2012

Como eliminar manchas de suor

A dica fala de uma mistura de vinagre de álcool  branco com bicarbonato de sódio. Faz-se uma papinha e deixa sobre a mancha por 10 minutos.

Update: Ainda não experimentei. Mas fiz uma papinha com suco de limão e bicarbonato, dica de outra organizer, e deu o maior trabalho para tirar o esverdeado do limão.

23/06/2012

Como clarear roupas sem precisar ferver

Segundo a autora do vídeo, em apenas 30 minutos se consegue um branco incrível. O segredo é uma mistura de sabão em pó, cloro (água sanitária, alvejante) e bicarbonato de sódio)

Update: Fiz e ficou branquinha, mas o encardido não sai sem esfregar.

20/06/2012

Facebook e o número de celular

facebook logo 150x150 Como remover a Linha do Tempo do Facebook?Li matéria, esta semana, de que o Facebook vai exigir número de celular dos perfis para ter acesso a conta. Não faltava mais nada, né, Fuckerberg? Desativei a conta, claro. Já não basta saber com quem me relaciono, por onde navego e tals e ainda quer saber exatamente onde estou e repassar meu número pra todo mundo? #NOT

17/06/2012

Criando um ponto de restauração no Windows XP

Como estou pensando em atualizar o sistema, que só agora percebi estar desatualizado, achei melhor trazer o modo de fazer para cá, que é pra não perder o link.

Por Andressa Xavier, Tecmundo

Este texto é destinado aos usuários do Windows XP. Se você utiliza o Windows Vista, clique aqui. Se usa o 7, clique aqui.

Um ponto de restauração no sistema permite desfazer alterações feitas ao computador e restaurar configurações e o desempenho sem que você perca trabalhos recentes, como documentos salvos, emails ou listas de histórico e de favoritos.

Este guia vai ensinar você a criar um ponto de restauração e a restaurar seu computador para um momento anterior a qualquer instalação de programa, desde que um ponto de restauração tenha sido criado corretamente.

 

Criando um ponto de restauração

1. Clique no menu Iniciar, depois em Todos os programas > Acessórios > Ferramentas do sistema > Restauração do sistema

2. Marque a opção Criar um ponto de restauração e clique em Avançar

3. Na tela seguinte, você precisa apenas determinar uma breve descrição para este ponto de restauração. Clique em “Avançar” para continuar.

4. A última tela é apenas uma confirmação. Em vermelho, aparecem as informações sobre o ponto de restauração recém-criado. Basta clicar em Fechar e seu sistema estará pronto para ser restaurado quando você quiser.

Restaurando o sistema

Se você criou um ponto de restauração, teve problemas com algum aplicativo e deseja reverter a situação, basta seguir estes passos:

1. Clique no menu Iniciar, depois em Todos os programas > Acessórios > Ferramentas do sistema > Restauração do sistema

2. Marque a opção “Restaurar o computador mais cedo” e clique em “Avançar”

3. Na tela exibida, você verá um calendário. Nele estão marcados todos os dias que têm restaurações de sistema disponíveis. Lembre-se que o Windows cria pontos de restauração automaticamente. Além disso, instalações de programas também criam pontos de restauração. Por isso que há várias opções nesta hora. Você pode ir diretamente para a data da criação do seu ponto de restauração manual, utilizar a restauração mais recente ou utilizar uma anterior a uma instalação que não deu certo.

4. Clique em “Avançar” para continuar.

A próxima tela exibe o ponto de restauração selecionado e lhe informa sobre alguns detalhes que você deve saber:

a) Você não perderá documentos ou mensagens de email.

b) Este processo é reversível.

c) Durante a restauração, seu computador será desligado. Logo, você deverá fechar todos os programas em execução e salvar seus trabalhos.

d) A restauração do sistema não substitui o processo de desinstalação de um programa. Para isso, você deve utilizar o recurso “Adicionar/Remover Programas” no Painel de Controle ou o próprio desinstalador do software.

5. Pronto. Ao reiniciar o computador, você será informado sobre a restauração. Caso nenhuma alteração tenha sido encontrada, nada será feito. Caso contrário, você será informado sobre o quê foi modificado e poderá usar seu computador normalmente.

Se você é usuário dos sistemas Vista ou 7, confira os links abaixo e proteja o seu computador de diversos imprevistos!

Usuários do Windows Vista

Usuários do Windows 7

02/06/2012

Meditação Ho’oponopono

Fonte: De Coração a Coração

02/06/2012

Brigadeiro bom

O teste de hoje deu muito certo. Fiquei bastante satisfeita com o resultado. Ficou com uma textura deliciosa, daquelas que eu achava meio impossível conseguir. Bom, preciso dizer que o chocolate meio amargo da Harald, pra MIM, tem um sabor horrível. Valha-me, Deus! Parece que eu já o havia comprado anteriormente e não era assim. Bom, não gostei. Farei até acabar o tabletão e depois parto para outros sabores acessíveis, tipo Nestlê, Garoto ou Hershey’s, que é bem gostosinho. Belgas e franceses não existem por aqui.
Deixa eu marcar logo a receita antes que me esqueça e nunca mais consiga fazer outro igual. Porque é isso que tenho feito: brigadeiros diferentes dia após dia. Tenho mania de mudar a receita no meio do caminho, às vezes de propósito e outras por puro esquecimento.

1 lata de leite moça — perdão, uma caixa com a mesma medida.
2 colheres de sopa de creme de leite Shefa (meio gelado, porque já tinha um aberto da experiência anterior) – gostei da textura dele
1 pitada —  e aí só Deus vai se lembrar do tanto e guiar minhas benditas mãos para uma nova receita — de farinha de trigo gelada (guardo farinha na geladeira)
1 quadradinho da barra de chocolate (acredito que 100g)

Misturei muito bem o leite condensado, o creme e a pitada. Acrescentei o chocolate em pedaços e levei ao micro — meu velho e antigo micro — por 1 minuto. Tirei, mexi bastante até o chocolate derreter totalmente e voltei ao micro por mais 2 minutos. Misturei tudo muito bem novamente, porque ele começa a ficar parecendo sulflair, e voltei ao micro por mais 1 minuto e 55 segundos (1’55”). Tirei, misturei tudo muito, muito, muito bem, porque ele já estava bem aerado, deixei-o bem lisinho e coloquei num prato untado com margarina. Deixei esfriar por duas horas e enrolei, passando por paçoca, castanha de caju, café torrado e moído e leite em pó. Ficaram divinos.
Engraçado que eu só fazia brigadeiro de micro-ondas e comia às colheradas, de preguiça de enrolar, mesmo porque eu nunca conseguia dar o ponto. Agora, meu barato é enrolar os brigadeiros, passá-los pelos confeitos e vê-los lindinhos em suas forminhas. Como a gente vai ficando diferente! Interessante perceber que a vida me tornou mais paciente para algumas coisas.

Pra quem achou estranho o lance da farinha de trigo: ouvi uma culinarista dizer que usa a farinha para o brigadeiro não ficar açucarado e nem puxa-puxa. Nunca fiz um brigadeiro puxa-puxa na vida, mas açucarado já aconteceu, então… Só que coloquei uma quantidade bem inferior a que ela sugeriu e acho que tá de bom tamanho, porque só faço brigadeiro no micro-ondas. Sujar panelas e ficar com a barriga encostada no fogão não é comigo.

Update: Eu havia dito que nunca tinha feito um brigadeiro puxa-puxa e, até então, nunca mesmo. Só que nessa minha mania de testar várias receitas e misturar uma com outra e ver no que dá, fiz um puxa-puxa e não achei graça, não. O lance dele ficar puxa, no meu caso, foi ter colocado glucose e deixado tempo demais no micro-ondas. Deu pra comer, houve até quem achou a iguaria deliciosa, mas não. Pode até utilizar a glucose, pois já fiz várias receitas com ela, mas não pode deixar tempo demais no micro. Outra coisa: fiz brigadeiro com chocolate ao leite Hershey’s e não gostei muito, não; ficou superdoce. Ele pode ser utlizado nas trufas, mas, no brigadeiro, achei estranho. O chocolate meio amargo, no brigadeiro, deixa-o mais saboroso, mesmo sendo o — horroroso — do Harald. :)